Os 4 passos para uma vacinação eficaz

Vacinação bovina
Publicado em: Pecuária de Corte , Bovinocultura , Bovinos , Cadeia Produtiva Pecuária , Gado de Corte , Gado de Leite , Fazenda , Gestão Pecuária , Gestão Rural ,

Os 4 passos para uma vacinação eficaz

A produção animal, basicamente, gira em torno de 3 aspectos: genética, nutrição e manejo. Dentro do manejo, existe um fator fundamental a ser priorizado, que é a sanidade. A saúde animal é um dos principais pilares da pecuária, pois sem ela não existe produtividade e, consequentemente, também não há lucratividade. Pensando nisso, a prevenção é a melhor forma de combate às diversas doenças que acometem os bovinos.

Prevenir é melhor do que remediar, não é mesmo? Por isso, hoje eu vou te mostrar os 4 passos para uma vacinação eficaz. Vem comigo!

Antes de tudo, um bom planejamento para uma vacinação eficaz

Apesar de possuir algumas vacinas obrigatórias, o calendário de vacinação para bovinos pode variar de região para região, isso porque algumas doenças têm maior prevalência em determinados locais. Por isso, é necessário consultar um médico veterinário para que seja feito um levantamento epidemiológico da região e, consequentemente, um calendário de vacinação específico.

Além disso, é necessário garantir a procedência da vacina no momento da compra. O medicamento deve ser adquirido em lojas registradas, onde a vacina comercializada é aprovada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Cabe ao produtor verificar informações como número de partida, data de fabricação e prazo de validade, presentes no frasco da vacina.
Lembre-se pecuarista! Você é o dono do negócio e precisa conhecer tudo sobre ele. A Fertili acredita na otimização dos processos, mas também acredita que, para isso, é necessário entender e priorizar a qualidade de todos os processos envolvidos. 

Agora, vamos aos 4 passos para uma vacinação eficaz.

Acondicionar a vacina de forma adequada

O primeiro passo parece simples (e de fato é!), mas muitas vezes é ignorado. Nesse momento, eu preciso te dar um choque de realidade… se você não segue o primeiro passo, a vacina que você aplica nos bovinos, na verdade, já virou água e o seu dinheiro está sendo jogado fora.

Para apresentar eficácia, a vacina precisa ser mantida na temperatura ideal (entre 2 e 8°). Dessa forma, a vacina precisa ser armazenada em caixa térmica durante todo o processo (transporte, armazenamento e, principalmente, durante a vacinação). Isso pode ser feito da seguinte forma:

  • Nas caixas térmicas, sempre deve ter gelo. A proporção ideal, para garantir a temperatura ideal da vacina, é de três partes de gelo para cada parte de vacina;

  • Devem ser armazenadas em geladeiras, até o momento da vacinação;

Isso vai garantir que, além de evitar aquecimento ou congelamento do produto, a vacina será, de fato, capaz de imunizar o rebanho.

Priorizar o manejo racional durante a vacinação

Um bom manejo durante a vacinação dos bovinos é fundamental para garantir que o processo seja feito de forma correta e eficaz. Caso você ainda não conheça essa técnica, o manejo racional é um conjunto de técnicas que priorizam o bem-estar do animal, reduzindo o estresse, que é comumente causado no processo de produção.

De forma geral, o manejo racional dos bovinos consiste em retirar tudo aquilo que é capaz de causar estresse ou lesões nos bovinos. Sendo assim, nada de utilizar armas de choque, uso excessivo da voz, entre outras técnicas estressantes. Outro fator importante é também relacionado a estrutura da fazenda, métodos de contenção e riscos inerentes na fazenda como pregos e farpas presentes nas instalações.

Utilizar métodos adequados de contenção faz com que o estresse causado naturalmente pelo processo seja reduzido, além de garantir mais segurança tanto para os bovinos quanto para o aplicador. Por isso, é necessário investir em troncos e bretes, para que a condução e contenção dos bovinos seja feita de forma mais tranquila.

O estresse é capaz de liberar mediadores químicos que podem reduzir a resposta imunológica da vacina. Além disso, já é fato comprovado que o estresse influencia diretamente na qualidade da carne. Então por que não trabalhar nisso? Mas é aí que entra outro fator importante: a equipe.

Garantir equipe necessária e capacitada para o processo

Esse é um dos pontos que a Fertili mais acredita: capacitação de equipe. Nem o melhor planejamento do mundo vai ter sucesso se você não tiver uma boa equipe, que esteja trilhando o caminho frente ao mesmo objetivo que você possui para a sua fazenda. Garantir uma equipe de qualidade faz parte do trajeto para uma pecuária de sucesso.

O objetivo da vacinação eficaz é imunizar os animais, e sua equipe precisa estar preparada para isso. Não se deve trabalhar com a meta de vacinar X bovinos em Y tempo, e sim com a meta de IMUNIZAR mais bovinos em menos tempo, com a melhor técnica possível, garantindo a eficácia da vacina. Reduzir o trabalho sem manter ou aumentar a eficácia não é otimizar.

Mas então, o que o aplicador precisa saber?

Realizar um manejo de vacinação adequado

O aplicador precisa saber, prioritariamente, como lidar com os bovinos mesmo que ele não esteja diretamente envolvido com a criação, o processo de vacinação pode incluir a movimentação, condução e contenção dos bovinos. A partir daí, surgem as recomendações para o manuseio, armazenamento e aplicação da vacina.

Para cada aplicação, existe um tipo adequado de agulha e via de aplicação ideal, considerando o calibre ideal para evitar o refluxo da vacina. É necessário realizar um bom manejo de agulhas, pistolas e, também, possuir uma boa qualidade da técnica. De forma simples, o manejo de agulhas e pistolas deve acontecer da seguinte forma:

  • Agulhas: devem ser esterilizadas e bem acondicionadas em locais limpos. Durante a vacinação, a agulha deve ser trocada a cada 10 animais vacinados, para evitar a disseminação de doenças infecciosas entre os bovinos a partir de agulhas contaminadas;

  • Pistolas: devem ser calibradas com frequência, para garantir que a quantidade recomendada de vacina esteja sendo aplicada.

Além de cuidados básicos de higiene, verificar a integridade e bom estado das agulhas, pistolas e da vacina é uma atividade que deve ser feita antes de toda vacinação dos bovinos. Descartar materiais que possam servir como meio de disseminação de doenças também faz parte de uma vacinação eficaz.

Agora você já conhece os 4 passos para uma vacinação eficaz em bovinos e pode colocar em prática, buscando uma pecuária mais inteligente e lucrativa. Conte com a Fertili!

Participe do nosso canal no Telegram | Participe do Grupo Exclusivo no Facebook