Comprando Cavalos De Sela, Corrida Ou Trabalho? Entenda A Diferença

mercado dos cavalos
Publicado em: Agronegócio , Campolina , Cavalo , Égua , Equinocultura , Equinos , Gestão Rural , Haras , Mangalarga , Mangalarga Marchador , Puro Sangue Inglês , Quarto de Milha ,

Cavalos são bonitos, úteis e versáteis. Estes animais atravessaram - lado a lado com o homem do campo - a história da pecuária bovina, que é, hoje, a atividade agropecuária mais importante para o Brasil. Nos esportes eles também são incríveis, e estão inseridos num mercado bilionário que envolve apostas em corridas e reprodução de animais de elite. Seja nas práticas olímpicas, nas corridas ou nas manifestações culturais tipicamente brasileiras como a vaquejada. Eles estão em toda parte.

Mesmo com toda a mecanização que invadiu o setor agropecuário, e num país onde o futebol reina absoluto no gosto do povo, os cavalos continuam sendo valorizados e apreciados por aqueles que amam a vida rural, e mais que isso, buscam fazer disso um negócio, otimizando o manejo para lucrar.

Por isso, a Fertili quer enaltecer algumas qualidades destes animais, apresentando aqui três utilidades diferentes que um cavalo pode ter, tanto no campo, como no esporte e no lazer. Veremos agora as qualidades e especificações do cavalo de sela, do cavalo de corrida, chegando por fim no cavalo de trabalho.

Cavalo de Sela

os melhores equinos para montaria são cavalos de selaO cavalo de sela é aquele animal próprio para ser montado. Eles são adequados para cavalgadas, passeios e até são utilizados em alguns esportes. Não existe uma raça definida para designar qual o melhor cavalo de montaria. Cada país ‘elegeu’ seus melhores equinos para sela ao longo do tempo, conforme desenvolviam suas raças nacionais e as aperfeiçoavam. No Brasil, as raças consideradas ótimas para a montaria são Campolina, Campeiro e Mangalarga Marchador. Estes animais possuem um andar em forma de marcha, que é mais suave que o trote, e têm o temperamento adequado para a montaria.

Cavalo de Corrida

cavalos Puro Sangue Inglês As corridas de cavalos surgiram na Inglaterra, por volta do século XVII. Hoje, o esporte é conhecido como Turfe e é muito apreciado por apostadores e amantes dos equinos. Assim como a origem do esporte que justifica essa especificação, os melhores cavalos para corrida são ingleses. O Puro Sangue Inglês, que é uma junção dos cavalos Árabes e Berberes da África como cavalos europeus, são muito ligeiros, de estatura média e musculatura compacta. Um cavalo de corrida pode correr por até 8 anos, depois da “aposentadoria” esses animais continuam dando lucro aos criadores, servindo como cavalos reprodutores.

Cavalo de Trabalho

cavalo bom para o trabalhoNo Brasil hoje, o trabalho que mais utiliza os equinos é a lida com o gado. Por uma questão muito cultural, vaqueiros e boiadeiros já estão alojados no imaginário popular como um homem montando em um robusto cavalo.

A preferência do criador de gado brasileiro para o manejo do rebanho, principalmente, na pecuária de corte é o Quarto de Milha. Um cavalo de origem americana que se popularizou no Brasil. As principais qualidades que identificam os cavalos da raça Quarto de Milha são sua inteligência, seus reflexos muito rápidos e sua força muscular. Esses animais podem ser reconhecidos apenas pela parte traseira do corpo, que é avantajada, musculosa e muito forte.

Diferenças entre esses três animais

Para a sela os Marchadores, para a corrida, o Puro Sangue Inglês e para o trabalho com o gado, o Quarto de Milha. Além da raça, existem diferenças essenciais entre estes animais. Diferenças estas que os tornam tão bons em cada uma de suas especificidades. Seja o esporte, a montaria ou o trabalho.

Marchadores

Começando pelos Marchadores no Brasil, mais especificamente o Mangalarga Marchador que é uma raça essencialmente nacional. A principal característica que coloca esse animais como os prediletos na hora de passeios é a comodidade. Eles são confortáveis, trotam de forma elegante e lenta.

Puro Sangue Inglês

a versatilidade dos cavalos

Obviamente o que coloca os Puro Sangue Inglês como prediletos para corrida, ou melhor dizendo, para o Turfe é a velocidade. Mas esta raça também se destaca por sua resistência à fadiga. Estes animais são leves. O corpo esguio e compacto dá a eles uma capacidade para atingir excelentes níveis de rapidez. Na verdade, existe um peso ideal para os cavalos de corrida, que não deve ser nem leve, nem pesado demais.

Curiosidade - Um dos mais famosos cavalos de corrida do planeta se chama Frankel, ele vive na Grã-Bretanha e vale mais de R$ 637 milhões. Ele é mais caro que alguns craques do futebol. Frankel é o recordista no turfe com 14 vitórias seguidas. Hoje ele não corre mais, mas ainda gera lucro como reprodutor no haras em que vive.

Quarto de Milha

Voltando para os cavalos do Brasil, temos o amado Quarto de Milha. Ele é oficialmente o cavalo da pecuária bovina. Mas também é apto para corridas de pequenas distâncias. No trabalho ele é o predileto, tanto pela força, quanto pela inteligência. São cavalos grandes e com traseiras bem desenvolvidas. Os cavalos da raça Quarto de Milha são conhecidos como tocadores de gado por suas qualidades para o manejo dos bovinos.

Depois de conhecer tantas qualidades, habilidades e formas de trabalhar com cavalos fica difícil escolher um só para apreciar. Dentre as raças brasileiras e estrangeiras existe uma variedade fascinante de cavalos. Essa variedade criou um mercado que movimenta mais de R$16 bilhões de reais por ano no Brasil. A Fertili é um mercado em que o produtor rural irá ter acesso a esse universo, de uma forma 100% digital, seguro e descomplicada. Cadastre-se já e logo teremos novidades para você.