Coronavírus | Como Proteger a Fazenda?

Covid-19 prenvenção
Publicado em: Gestão Rural , Cadeia Produtiva Pecuária , Agronegócio , Agropecuária ,

A pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19) representa riscos para a sobrevivência de pequenos e grandes negócios. E a pecuária não está isenta de danos. Como principal movimentador do agronegócio, o pecuarista precisa evitar que o coronavírus chegue ao campo.

É imprescindível reforçar medidas de higiene para produtores rurais e transportadores de alimentos, que estão na linha de frente do setor de produção alimentar. E é nesse sentido, que instituições como a OMS (Organização Mundial da Saúde), ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e CNA (Confederação Nacional da Agricultura) têm instituído recomendações para auxiliar no combate ao coronavírus, principalmente devido ao fato de que a Covid-19 ainda não possui tratamento comprovado. 

Por isso, hoje vamos falar sobre os cuidados que você, pecuarista, deve ter enquanto empreendedor, empregador e cidadão comum. Veja quais atitudes devem ser tomadas para desacelerar o processo de disseminação do coronavírus e se proteger contra esse agente potencialmente letal.

O coronavírus pode ser transmitido de diferentes formas

Lavar as mãos contra o coronavírusA Covid-19 é transmitida pelo contato com gotículas contaminadas, presentes na fala, espirro ou tosse de um indivíduo doente. Estudos mostram que essa transmissão não acontece apenas de forma direta, pois o coronavírus pode permanecer em superfícies por diferentes períodos de tempo. Dessa forma, o contágio também pode acontecer ao tocar objetos ou superfícies contaminadas e levar as mãos à boca, olhos ou nariz.

Como o coronavírus pode chegar ao campo?

A Covid-19 pode ter diferentes vetores mecânicos de transmissão. Além de nós, o coronavírus pode ser encontrado em inúmeras estruturas da propriedade: portas, porteiras, automóveis e ferramentas utilizadas podem ser fontes de transmissão do coronavírus. Por isso, as medidas de higienização devem ser redobradas em todas as etapas da cadeia produtiva.

O que fazer para se prevenir do coronavírus?

Limpeza das superfícies previne contra o coronavírusAs medidas instituídas pela OMS incluem medidas como isolamento social, distanciamento, utilização de máscaras e higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool 70%. Os cuidados devem ser tomados com animais, pessoas, veículos e equipamentos que entram na propriedade.

Com o aumento da demanda por produtos como máscaras descartáveis e álcool 70%, a ANVISA confirmou a autorização das lojas agropecuárias para comercialização de produtos antissépticos e sanitizantes, para suprir a necessidade das áreas rurais. Além disso, com a destinação prioritária desses produtos aos hospitais, foram confirmadas a eficácia de demais alternativas contra o coronavírus: máscaras de tecidos e diferentes sanitizantes como a água sanitária.

Recomendações para evitar que a Covid-19 chegue ao campo

Trabalhadores do campo contra a Covid-19Sabemos que para o bom desenvolvimento de um agronegócio, várias pessoas estão envolvidas nesse processo. E por isso, na tentativa de auxiliar os produtores rurais, a CNA disponibilizou um guia de recomendações de prevenção contra o coronavírus nas propriedades. Dentre elas, destacamos as principais:

  • Higienização: pias com água e sabão ou álcool em gel devem ser colocados em locais estratégicos para frequente higienização das mãos. Além disso, as superfícies devem ser limpas com álcool 70%, água sanitária ou demais sanitizantes.

  • Compras: a ida aos centros urbanos deve ser evitada, pois são áreas de maior incidência do coronavírus. Quando necessário, as compras devem ser higienizadas antes do armazenamento, utilizando pano limpo com álcool 70% ou solução de água sanitária.

  • Circulação de pessoas: a quantidade de pessoas na propriedade deve ser restrita a pessoas estritamente necessárias. Além disso, o recomendado é fazer a suspensão de reuniões presenciais internas e externas, viagens nacionais e internacionais, para evitar aglomerações ou contaminações externas.

  • Áreas de convivência: deve ser feito um controle de quantidade de pessoas, respeitando a área de distanciamento de 2 metros, em áreas comuns como refeitórios e vestiários. Os ambientes devem ser mantidos arejados e limpos.

  • Veículos: os veículos agrícolas, maquinários e implementos devem ser higienizados principalmente em superfícies de contato coletivo como volantes, maçanetas e painel de controle. Quando houver mais de um colaborador envolvido, todos devem utilizar máscaras.

  • Máscaras: o empregador deve disponibilizar máscaras faciais para os funcionários. Uma boa higiene respiratória impede a propagação do coronavírus.

  • Ferramentas: as ferramentas e equipamentos não devem ser compartilhados, e devem ser higienizados de forma adequada antes e após seu uso.

  • Itens de uso pessoal: copos, pratos, talheres e toalhas não devem ser compartilhados.

  • Sintomas: os funcionários devem ser monitorados sempre que chegarem, com a medição da temperatura corporal. Em casos de febre, encaminhar ao ambulatório. Com o aparecimento dos demais sintomas da Covid-19, o funcionário deve ser colocado em quarentena, juntamente com os membros da mesma residência.

Faça sua parte no combate ao coronavírus

Sabemos que o avanço do coronavírus é inevitável. Mas com o entendimento da responsabilidade individual perante a sociedade, podemos desacelerar esse processo. Faça sua parte na prevenção da Covid-19 e diminua o impacto na vida de mais de 15 bilhões pessoas envolvidas no setor agropecuário nacional.