Saúde dos Cavalos: Bragnatismo e Prognatismo

Saúde dos Cavalos: Bragnatismo e Prognatismo
Publicado em: APPALOOSA CAMPOLINA CAVALO ÉGUA EQUINOCULTURA EQUINOS MANGALARGA MANGALARGA MARCHADOR PAINT HORSE PÔNEI PURO SANGUE INGLÊS QUARTO DE MILHA REPRODUÇÃO EQUINA

Dentre as muitas enfermidades que acometem a vida animal, nos cavalos, uma das mais preocupantes são as enfermidades orais. Mais precisamente, patologias que afetam a formação dentária dos cavalos.

Entre as enfermidades mais debilitantes, estão o bragnatismo e o prognatismo. Elas se constituem como deformidades na ossatura da face/boca dos cavalos e causam algumas complicações na vida do animal, como debilidade e desconforto na hora de se alimentar e respirar.

Bragnatismo

[caption id="attachment_734" align="alignleft" width="300"]Bragnatismo Como Tratar Foto: Reprodução da Internet[/caption]

O bragnatismo é uma condição patológica congênita causada pela diminuição do tamanho da mandíbula, o que culmina na projeção dos incisivos maxilares para frente. Sendo assim, um problema de oclusão.

O bragnatismo debilita o cavalo de diversas formas. Afeta o tamanho dos incisivos superiores, que, sem nenhuma superfície de contato constante, acabam crescendo de forma desproporcional ao resto dos dentes.

Prognatismo

No prognatismo ocorre exatamente o contrário do bragnatismo. O animal com prognatismo possui uma mandíbula avantajada em relação à pré-maxila.

Ou seja, devido a extensão da mandíbula, a arcada dentária inferior se sobressai.

Isso resulta em problemas parecidos com aqueles causados pelo bragnatismo, já que também interfere na disposição dos dentes e pode causar limitações para a vida do animal.

Diagnóstico e Tratamento

No tratamento das duas enfermidades, o fator que se torna determinante é o diagnóstico precoce. Por isso, é importante que cada potro, ao nascer, receba acompanhamento veterinário, com procedimentos de avaliação da cavidade bucal através de exames e radiografias.

Nos primeiros dias de vida é praticamente  impossível perceber o bragnatismo ou o prognatismo a olho nu. Não há deformidades faciais e a dieta não é afetada por ser a base de líquidos.

Assim, após a detecção do problema é importante deixar todos os procedimentos clínicos nas mãos de um veterinário especializado. Este profissional poderá realizar técnicas paliativas. Entre elas: desgaste regular de alguns dentes que se sobressaiam ou cirurgia de contenção através de fio de metal que é acoplado diretamente na arcada dentária.

Tanto o controle dos procedimentos de desgaste regular, quanto o estabelecimento de um contato mais interativo e facilitado com veterinários podem ser mediados pela Fertili, que oferece controle reprodutivo e sanitário para garantir a saúde dos cavalos.

Quando As Deformidades Orais São Comuns?

Pesquisas apontam que algumas raças costumam apresentar a deformidade oral com mais frequência. São elas: Appaloosa, Paint Horse, Puro Sangue Inglês e Quarto de Milha. Em contraponto, em pôneis e cavalos de pequeno porte a ocorrência de tais enfermidades é expressivamente menor.

Demais pesquisas ainda afirmam que os cavalos são mais acometidos por essas doenças que as éguas.

Importância dos Dentes Saudáveis

[caption id="attachment_733" align="alignleft" width="300"]Bragnatismo Nos Cavalos Foto: Reprodução da Internet[/caption]

A importância de arcada dentária para os equinos está intimamente ligada à questão básica da alimentação. No bragnatismo e no prognatismo, os cavalos ficam extremamente debilitados na hora de consumir matéria seca e outros sólidos.

Os animais não mastigam de forma adequada ou simplesmente acabam comendo uma quantidade inferior àquela necessária para o bom funcionamento orgânico.

A curto prazo, essas condições, quando não tratadas, podem causar diarreia e cólicas nos equinos. Já a longo prazo, os animais podem desenvolver a caquexia - condição causada pela perda de peso excessivo e desnutrição.

Cuide Da Qualidade Do Plantel

Para preservar linhagens de animais livres de tais incômodos orais, é importante estar atento à seleção para a reprodução. Garantindo que apenas animais saudáveis sejam usados nos processos reprodutivos.

O bragnatismo e o prognatismo são deformidades congênitas e hereditárias! Portanto, os tratamentos apenas têm o intuito de dar ao animal afetado mais qualidade de vida, não eliminando a condição de deformidade definitivamente.