Água de Qualidade para Bovinos Entenda a Importância

Água de Qualidade para Bovinos Entenda a Importância
Publicado em: SAÚDE BOVINA PRODUÇÃO NUTRIÇÃO DO GADO

Alguns pecuaristas acreditam que para engordar o rebanho basta oferecer pasto e suplementação. Porém, se enganam os que esquecem da importância de ofertar água de qualidade para bovinos.

Os investimentos necessários para um pecuária de corte de alta produtividade são variados. Mas, pensando nos três pilares mais essenciais: genética, sanidade e nutrição, temos que lembrar de um elemento em comum - a água que o gado bebe.

Por isso, hoje nós vamos explicar, porque o pecuarista gestor deve investir em água de qualidade para bovinos de corte.

Função da água de qualidade para bovinos

Bebedouros para gado de corte

O organismo dos bovinos desempenha várias funções. Muitas delas dependem da água. Embora algumas pessoas acredite que a água serve apenas para hidratar e matar a sede, sua função vai muito além disso.

Ofertar água de qualidade para bovinos é essencial para que:

  • Os alimentos (pasto, silagem, matéria seca, ração) sejam bem absorvidos;
  • A temperatura corporal se mantenha regulada;
  • O consumo de matéria seca ocorra da forma correta;
  • O GMD (ganho médio diário) se mantenha em alta ou estável;

Em outras palavras, a água que o gado bebe é fundamental para que a fazenda pecuária seja lucrativa e produtiva. Porém, o produtor precisa se atentar à quantidade, mas principalmente, à qualidade da água para bovinos.

Motivos para investir em água de qualidade para bovinos

Agora que você sabe que a função da água de qualidade para bovinos, é hora de ver por quais motivos você deve prestar mais atenção na água, aguadas e bebedouros da sua fazenda pecuária de corte para aumentar a produtividade da fazenda.

Água de qualidade para bovinos: investimento barato

Investir em água de qualidade para bovinos não sai caro. O custo da água é, na verdade, referente a implementação e manutenção das instalações necessárias para que o gado possa ter fácil acesso a ela.

Portanto, são custos de construção, manutenção e higienização de bebedouros. Quando comparado aos custos necessários para a nutrição, por exemplo, a diferença entre os valores empregados é absurda.

Apesar do cuidado para dar água de qualidade para bovinos não seja gratuito, sem água boa o gado não avança. Um bovino pode passar muito tempo sem comer, mas sobrevive poucos dias sem acesso a água.

O objetivo aqui é mostrar o impacto que a água de qualidade para bovinos tem sobre o funcionamento de vários processos metabólicos que acontecem dentro do organismo animal, favorecendo a saúde do gado, consumo alimentar e GMD.

Investir em bebedouros para fazenda mais produtivas

Costumamos dizer que se você não tem coragem de beber a água do bebedouro, os animais também não vão ter. E isso é verdade! Os bovinos têm olfato aguçado e, por isso, conseguem facilmente sentir quando a água está suja e isso influencia no consumo de água. Daí surge a necessidade de investir também na manutenção da qualidade da água para bovinos, e isso envolve a manutenção dos bebedouros.

O cuidado com os bebedouros para o gado vai além da higienização. Também é necessário pensar em localização, material utilizado na confecção e fonte central de água. Aqui vão algumas dicas:

  • A distância entre o bebedouro e o ponto mais distante do pasto deve ser inferior a 500 metros. Já é fato comprovado de que os animais não devem percorrer mais do que isso em busca de água, pois interfere tanto no consumo de água quanto no consumo de alimento;

  • Os bebedouros devem ser feitos com materiais de fácil higienização. A limpeza deve ser feita de forma periódica;

  • A localização das praças de alimentação, ou áreas de lazer, deve ser em áreas com boa drenagem, para evitar o empoçamento de água;

  • Manter a água limpa serve para propiciar o consumo de água e para evitar a ocorrência de doenças transmitidas pela água, como doenças de cascos (laminite, gabarro, etc), por exemplo;

A qualidade da água para bovinos interfere no GMD

Água de qualidade para gado de corte

O consumo de água não é importante apenas para o bom funcionamento do organismo do gado, mas também para o consumo e aproveitamento do alimento. O consumo de matéria seca tem relação direta com o consumo de água, ou seja, quanto maior for a porcentagem de matéria seca presente no alimento, maior será a quantidade de água necessária para digerir aquele alimento.

Se o animal não come, ele não engorda. Correto? Pois é, de nada adianta ter uma ração bem balanceada com ingredientes de qualidade se o seu gado não bebe água. O animal precisa disso para que o estômago dele funcione adequadamente e seja capaz de absorver os ingredientes da melhor forma possível.

E não é à toa que os bovinos passam grande parte do dia ruminando, para digerir todo aquele alimento. O rúmen, considerado como um segundo estômago, requer uma grande quantidade de água para que os processos de absorção aconteçam, e isso interfere diretamente no ganho de peso. Oferecer uma água de má qualidade é capaz de impactar no GMD em até -55%.

⬇ consumo de água = ⬇ consumo de alimento = ⬇ ganho de peso

A saúde do rebanho depende de água de qualidade

Como já foi dito, a água suja é veículo para muitas doenças e algumas delas podem ser letais, como é o caso da leptospirose. Mas muitas outras doenças também podem ser causadas e transmitidas pela água suja. As mais comuns são as doenças de casco, que podem reduzir a sua produtividade drasticamente. Pois, fazem com que o animal tenha dificuldade de se locomover, impactando também no consumo de água e alimento.

O organismo do gado tem uma exigência diária de água que varia conforme a categoria. De qualquer forma, além disso, o consumo de água também é influenciado pela temperatura ambiente e condição fisiológica do animal. Ou seja, quanto maior for o gasto de energia de mantença do animal, maior será a exigência de água, como as vacas prenhas, por exemplo.

Quantos litros de água o boi deve beber por dia?

A quantidade de água exigida por cada categoria de bovino é essencial para o bom funcionamento do organismo animal. Quando o organismo funciona bem, ele fica menos suscetível a doenças ou mais resistente quando é acometido por alguma delas. Por isso, a água ofertada deve ser SEMPRE de boa qualidade, tanto física, quanto química e microbiológica. E é claro, sempre à vontade.

Em média o gado deve beber:

  • 40 e 50 L para bovino em recria;
  • 60l para vacas solteiras;
  • 70l para vacas em lactação (vaca + bezerro);
  • 10l  para bezerro

Organize a fazenda com boa gestão

Para ter uma fazenda produtiva o pecuarista deve se atentar a detalhes. Portanto, a pecuária precisa de uma séria de ações e decisões ligadas à gestão da fazenda de corte para funcionar.

Se você é um produtor que deseja intensificar sua produção, precisa conhecer a Metodologia 360. Um treinamento gratuito que possibilita uma visão 360 da pecuária de corte. Como empresa de tecnologia para pecuária, acreditamos no poder que um pecuarista gestor tem. Você também? Então clique aqui.