Por que produzir a própria silagem na fazenda?

Trator realizando colheita para silagem e evitar efeito sanfona
Publicado em: Agropecuária , Boi A Termo , Bovinocultura , Bovinos , Cadeia Produtiva Pecuária , Confinamento de Gado , Fazenda , Gado de Corte , Gado de Leite , Gestão Pecuária , Gestão Rural , Pecuária de Corte , Pecuária Leiteira , Tecnologia ,

A nutrição é o custo mais alto da produção pecuária, seja ela de carne ou leite. Na maioria das fazendas, alimentar o gado e mantê-lo nutrido pode representar até 70% de todo o custo de produção, o que é muito. Dessa forma, quando o pecuarista busca estratégias para reduzir o alto preço de se produzir na pecuária sem perdas em qualidade e produtividade, é inevitável não procurar soluções menos custosas e mais eficientes para a nutrição e suplementação do rebanho, como por exemplo a produção própria de silagem.

Por isso, hoje nós vamos  aprender a reduzir os custos da fazenda, sem comprometer o desempenho do rebanho tratando deste tópico tão fundamental: alimentação. Neste artigo, você vai entender porque produzir a própria silagem pode ser vantajoso para você, pecuarista.

A disponibilidade de forragem varia entre os períodos de seca e chuvas

A produção de pastagem é melhor durante o período das águas e, por isso, é preciso suplementar no período das secas. Novidade nenhuma, certo? Considerando a diferença de disponibilidade entre os dois períodos, a melhor alternativa para driblar esse problema é armazenando forragem para a época seca.

Mas comprar silagem não tem baixo custo e, por isso, produzir a própria silagem pode ser uma boa opção. Entre os processos possíveis para conservação de forragem, o de ensilagem é o que mais garante a conservação das forragens em seu estado verde e úmido, garantindo o teor nutricional de origem.pasto silagem

As principais gramíneas utilizadas para o processo de ensilagem são o milho e o sorgo. Além do milho e sorgo, outras espécies também já são utilizadas, como, por exemplo, o capim-elefante, a cana de açúcar e outras gramíneas tropicais do gênero Panicum e Brachiaria. 

E ainda existem três tipos de silagem: da planta inteira, da parte superior da planta e do grão úmido. Mas agora, vamos às vantagens de produzir a própria silagem.

Produzir a própria silagem reduz custos com a alimentação

A silagem produzida pode substituir volumosos com custo mais alto, como a Brachiaria. Além disso, a silagem pode fazer parte da alimentação dos animais de diferentes formas:

  • como substituto de algum ingrediente, durante os períodos de escassez de alimentos;

  • como alimento complementar ao pasto, durante os períodos de baixa disponibilidade de pastagem; ou, 

  • em casos de confinamento, como principal alimento da dieta.trator realizando colheita para silagem

Produzindo a própria silagem, você consegue reduzir o custo da compra de ingredientes para a formulação da dieta e ainda se livra do aluguel de pastagem, de forma parcial ou até mesmo total.

Você é responsável pela qualidade da silagem

Antes de implementar a estratégia, é necessário realizar uma análise de solo completa e detalhada. A partir daí, os dados da análise vão ajudar no preparo do solo para confecção da silagem. De maneira geral, você deve escolher forrageiras com elevado teor de açúcares solúveis, para facilitar o processo de fermentação. As melhores culturas para confecção de silagem são milho e sorgo. Durante o processo de ensilagem, a forragem verde e suculenta é cortada e conservada a partir da fermentação anaeróbica (sem oxigênio) e armazenadas em silos. silagem em silos

Quando o processo de ensilagem é feito de forma adequada, a silagem é de qualidade e apresenta características nutricionais semelhantes ao produto de origem, ou seja, a forragem oferece a mesma quantidade de nutrientes que já existia no início. Sendo responsável por todo o processo de produção da silagem, você consegue identificar e evitar falhas durante o processo, além de garantir a qualidade do produto final.

Ajuda a reduzir a ocorrência do efeito sanfona

O gado exige alimento de qualidade para manter o desenvolvimento adequado e, acima de tudo, um ganho médio diário positivo. A silagem, como complemento ao pasto, é fundamental na época das secas para evitar o famoso “efeito sanfona”. O efeito sanfona acontece quando os animais começam a perder peso ao invés de ganhar, por conta da baixa disponibilidade de pastagem, durante o período de escassez das chuvas.bovinos silagem efeito sanfona

Mas vale lembrar que a silagem não melhora a qualidade do alimento, mas conserva o valor nutricional de origem e pode ser uma grande aliada no momento da nutrição para manter o GMD e evitar a ocorrência do efeito sanfona.

É possível diversificar a renda da propriedade com a produção de silagem

Além de reduzir custos com a alimentação do seu rebanho, você ainda consegue comercializar a produção excedente e diversificar a renda da propriedade. Mas é claro que, desde que você tenha recursos para isso. Na época das secas, quem tiver silagem disponível, vai conseguir vender por um preço bem melhor do que o comum. 

Produzir a própria silagem é uma alternativa boa e barata, desde que você tenha os recursos necessários para conseguir fazer a ensilagem. Não é de uma hora para outra, mas utilizar os maquinários e recursos existentes são capazes de reduzir os custos e diversificar a renda da propriedade.

Antes de tudo, um bom planejamento

Mas é claro que nem todos os pecuaristas são capazes de tomar essa decisão e, por isso, deve-se avaliar a produção, tamanho do rebanho, topografia e recursos disponíveis para tal investimento. Isso tudo vai determinar se o custo de produção da silagem na fazenda será menor do que o custo da compra. Em alguns casos, terceirizar e comprar a silagem pode ser a melhor opção.

Por fim, produzir a própria silagem é uma alternativa muito interessante, para aqueles pecuaristas que têm recursos disponíveis e vêm sofrendo com a ocorrência do efeito sanfona no seu rebanho, durante a época seca.  

E assim finalizamos mais um artigo do Blog da Pecuária. Continue acompanhando nossos textos e faça parte de uma Pecuária mais Inteligente e Lucrativa!

Se inscreva no nosso canal do Youtube | Participe do nosso canal no Telegram | Participe do Grupo Exclusivo no Facebook | Acompanhe a Fertili no Twitter e Instagram