"Qual Raça Bovina é Indicada para a Minha Produção?"

"Qual Raça Bovina é Indicada para a Minha Produção?"
Publicado em: AGROPECUÁRIA ANGUS BOI BOVINOCULTURA BOVINOS BRAHMAN CONFINAMENTO DE GADO GADO DE CORTE GADO DE LEITE GIROLANDO NELORE PECUÁRIA DE CORTE PECUÁRIA LEITEIRA RAÇAS BOVINAS VACA

Visando iniciar um negócio no setor pecuário bovino ou apenas mudar seu tipo de produção, o pecuarista brasileiro tem uma grande decisão a tomar: em qual raça bovina investir?

Para além de uma simples apuração de valores, alguns aspectos devem ser levados em conta na hora dessa escolha. Dentre eles: a realidade financeira da propriedade, o potencial tecnológico que poderá ser aplicado, se a estrutura adotada será de confinamento ou a pasto, o clima da região e, principalmente, se a produtividade será leiteira ou de corte.

A "Aptidão" De Cada Raça Bovina

A escolha dos animais com base na finalidade da produção é justificada pelo fato de cada raça ter a sua "aptidão".  Existem raças mais produtivas para a pecuária de corte, outras mais produtivas para a pecuária leiteira, e raças de dupla aptidão (produtiva para a produção de corte e para a produção de leite).

Raças Bovinas Se A Sua Produção For Leiteira

As principais raças leiteiras no Brasil são:

Raça Holandesa

Vaca HolandesaResultado de cruzamentos entre bovinos de variadas raças europeias, a Holandesa é conhecida pelo seu destacado potencial para a produção leiteira.

Principais características

  • Tem uma boa rede de irrigação do úbere;
  • Úbere bem conformado, tetas simétricas, macias, flácidas e separadas;
  • Pode ter sua primeira cria por volta dos dois anos e seus bezerros nascem com 38 kg em média;
  • A pelagem pode ser preta e branca ou vermelha e branca;
  • Pode atingir mais de 50 litros de leite diários, em 3 a 4 tiradas.

Raça Jersey

Conhecida por produzir um leite de alta qualidade, é normalmente apreciada na produção de manteiga.

Principais características

  • Tem sua primeira cobertura dos 15 aos 18 meses;
  • Longevidade;
  • Tolerância ao calor;
  • O úbere é quadrado, bem irrigado, volumoso, com tetas pequenas e espaçadas;
  • Longo período de lactação;
  • Leite com alto teor de gordura;
  • Ordenhada sem o bezerro ao pé;
  • Casco resistente;
  • Mesmo desempenho em instalações comerciais e em programas de pastoreio.

Pardo Suíço

Trata-se de uma das raças mais antigas.

Principais características

  • Pelagem parda clara a cinzenta escura;
  • Apresentam ventre desenvolvido, sustentando um úbere com tetas de tamanho médio e bem colocadas;
  • Dupla aptidão;
  • As novilhas são cobertas aos 1-2 anos.
  • Transmite com grande fidelidade seus atributos. Um animal 3/4 tem grande semelhança com um puro;
  • Tolerância ao frio e ao calor;
  • Viabilidade econômica em confinamento.

Raça Girolando

A raça Girolando é formada pela combinação da raça Holandesa com a Gir.

Principais características

  • Responsável por boa parte do leite produzido no Brasil;
  • O bezerro ao nascer pesa em média 35 kg;
  • A raça a mais utilizada como receptora de embrião no Brasil;
  • Potencial produtivo a pasto;
  • Adaptabilidade aos climas tropicais e à topografia difícil.

Raça Gir Leiteiro

Boi GirÉ uma raça mista de dupla aptidão.

Principais características

  • Produção é regular em regime de semi estabulação;
  • São vantajosos cruzamentos do Gir com raças leiteiras mais especializadas, como, por exemplo, a Holandesa;
  • Bezerro é pequeno, mas muito resistente;
  • Sofre menos com a restrição alimentar;
  • Longevidade produtiva.

Raça Ayrshire

A raça recebeu sangue de várias raças especializadas, destacando o da Holandesa.

Principais características

  • Produz em média 3,900 kg de leite por lactação;
  • Seu leite apresenta matéria seca alta, sendo muito utilizado na fabricação de queijos;
  • Úbere grande, branco, um pouco carnoso, com tetas bem dispostas, afastadas e pequenas;
  • Pelagem malhada de vermelho.

Raça Caracu

É uma raça brasileira de origem europeia, formada pela mistura de diversos gados ibéricos.

Principais características

  • É a raça bovina nacional mais aperfeiçoada;
  • Dupla aptidão;
  • Resistência ao calor;
  • Resistência a endo e ectoparasitos;
  • cascos resistentes à topografias difíceis;
  • Facilidade do parto.

Se A Sua Produção For De Corte

Algumas das principais raças de corte criadas no Brasil são:

Nelore

Gado NeloreÉ a raça bovina predominante na pecuária brasileira (85% do rebanho total).

Principais características

  • Pelagem espessa que serve como proteção contra parasita
  • Habilidade no parto e na proteção dos bezerros;
  • São animais de porte médio a grande;
  • Baixo teor de gordura/
  • Pelagem branca, cinza e manchada de cinza;
  • Resistente ao calor.

Brahman

É uma raça marcada pela alta produtividade.

Principais características

  • Resistente à doenças;
  • Facilidade de adaptação à climas frios ou quentes;
  • Ganho de peso em pouco tempo;
  • Longevidade reprodutiva;
  • Parto facilitado;
  • Precoce: na desmama, já se nota uma grande diferença quando comparado a outros criatórios.

Angus

Raça de origem européia, se destaca por produzir carnes de excelente qualidade.

Principais características

  • Exigência maior quanto a alimentação;
  • Longevidade reprodutiva;
  • Atinge a puberdade e o estado de abate mais cedo se comparada a raça Nelore;
  • Rusticidade marcada por fácil adaptação aos variados tipos de clima;
  • Tem reduzido desgaste na parição;
  • Pelagem preta ou vermelha
  • As vacas atingem a idade de reprodução aos 15 meses;
  • Terminação precoce.

Brangus

Oriunda do cruzamento do Brahman com o Angus, a principal característica da carne dessa raça bovina é a excelente marmorização.

Principais características

  • Típica nos confinamentos;
  • Elevado ganho de peso;
  • Resistência aos meses frios;
  • Tolerância ao calor;
  • Resistência a ectoparasítas;
  • As reses de novilho Brangus produzem mais de 40% de rendimento de traseiro, zona mais valorizada no mercado.